Eliton - Diego Farma & Farma
Sicredi
Probel
Festa com morte

Bebidas e menores de idade: como era a festa em que acadêmica de Direito morreu

Acadêmica foi morta após levar garrafadas em festa regada a bebidas, menores e sem fiscalização

06/11/2019 08h11
Por: Redação
Fonte: Midia Max
Bebidas eram vendidas livremente a menores Foto: Divulgação
Bebidas eram vendidas livremente a menores Foto: Divulgação

Uma festa regada a bebidas alcoólicas, menores de idade e sem nenhuma fiscalização. O local onde ocorreu esse evento, uma associação de moradores do bairro Universitário, foi também cenário de uma briga generalizada, que terminou na morte da estudante de Direito, Luana Farias de 20 anos de idade.

Imagens do local momentos depois do término da festa, mostram diversas garrafas de vodca, energético e cerveja. Tudo era vendido no local, para maiores e menores de idade. O conhecido ‘combo’ era vendido e consumido livremente.

Os moradores da região contam que as festas são frequentes no local e sempre foram um incômodo. Informações apuradas pela reportagem são de que, momentos antes de começar o evento a polícia esteve no local, onde informou que a festa deveria encerrar às 22h40, o que não foi acatado pelos organizadores.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a administração da associação de moradores, mas até o momento da publicação desta matéria, não obteve retorno.

Briga

O crime aconteceu durante a madrugada do último domingo (3). Houve uma discussão e agressões por ciúmes que evoluiu para uma briga com garrafadas. Nesta terça-feira (5), um adolescente de 15 anos foi ouvido na 4º Delegacia de Polícia Civil, onde contou que estava no local acompanhado de uma menina da mesma idade. Só que na festa também estava o ex-namorado dela, que tem 18 anos. Esse rapaz teria ficado com ciúmes e agredido com socos om garoto e seus amigos.

O adolescente ainda disse que após as agressões foi embora do local, sendo que em seguida teria começado a briga generalizada com garrafadas que terminou na morte de Luana. O rapaz de 18 anos ainda será ouvido, assim como, o organizador da festa e o dono do estabelecimento onde aconteceu o evento.

Luana apresentava cortes do lado esquerdo do pescoço, rosto e braço. Ela foi socorrida pelo namorado e encaminhada a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) localizada na avenida Guaicurus, onde deu entrada por volta das 2h29. Os médicos tentaram reanimá-la, mas a jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu às 2h50.

De acordo com as informações, Luana foi a festa para comemorar uma promoção no trabalho e se programava para continuar faculdade de Direito, que havia trancado por problemas financeiros.

O caso será investigado depois das oitivas pela Deaji (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários