Eliton - Diego Farma & Farma
Probel
Sicredi
Dourados

Nova fase da Operação Purificação mira contratações de transporte de pacientes e informática

Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva e oito mandados de busca e apreensão.

06/11/2019 07h47
Por: Redação
Fonte: Dourados News
Polícia Federal desencadeia operação em Dourados - Crédito: Osvaldo Duarte/Dourados News
Polícia Federal desencadeia operação em Dourados - Crédito: Osvaldo Duarte/Dourados News

Policiais federais desencadearam na manhã desta quarta-feira (6/11), em Dourados, a segunda fase da Operação Prurificação, mirando desvios de verbas federais na saúde pública municipal. 

Dois mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão são cumpridos pelos agentes com apoio da CGU (Controladoria-Geral da União). As ordens foram expedidas pela 1ª Vara Federal de Dourados e realizadas no município e em Presidente Epitácio (SP).

Conforme a Polícia Federal, o foco da ação tem como pilar possíveis irregularidades na contratação de serviços de transporte para Secretaria Municipal de Saúde e de serviços de informática para a Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados).

Os dados apontam até o momento para indícios de desvios de verba pública, prática de crimes tipificados na Lei de Licitações e na Lei de Organização Criminosa. 

Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva e oito mandados  de busca e apreensão. 

O nome desta fase da operação faz referência ao trabalho conjunto das diferentes Instituições, as quais estão atentas ao desvio de verbas públicas, visando ao bem estar da sociedade. 

Purificação 

A investigação relacionada à Operação Purificação teve início em setembro de 2018 e a primeira fase desencadeada em fevereiro deste ano.

Quando iniciada a primeira etapa, foi descoberto indícios de que uma empresa, a qual fornecia refeições via contrato público através de dispensa de licitação para a Secretaria Municipal de Saúde, seria de propriedade de um integrante e ex-servidor público da atual administração. 

Nesta nova fase são investigadas fraudes em certame licitatório onde foram descobertos indícios de direcionamento para contratação de empresa para o serviço de transporte da Secretaria Municipal de Saúde e o direcionamento, em razão de dispensa de licitação, para contratação de empresa de informática para a Funsaud. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários