Probel
Sicredi
Eliton - Diego Farma & Farma
Solidariedade

Para respirar fora de hospital, bebê precisa de aparelho de R$ 40 mil

Para ir para casa, o bebê precisa do aparelho Ventilador Trilogy100, avaliado em R$ 40 mil para compra ou aluguel mensal de R$ 3 mil. A família, porém, não tem condições de arcar com o equipamento.

19/10/2019 07h19
Por: Redação
Fonte: Dourados News
Bebê de 9 meses precisa de aparelho respiratório para deixar hospital. - Crédito: (Arquivo pessoal)
Bebê de 9 meses precisa de aparelho respiratório para deixar hospital. - Crédito: (Arquivo pessoal)

Com problemas respiratórios e com doença ainda não identificada, um bebê de 9 meses está internado há 18 dias no CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva) do Hospital Universitário, em Campo Grande. Para continuar o tratamento em casa, Enzo Felipe Ortiz precisa de um aparelho de ventilação mecânica, avaliado em R$ 40 mil.

Ao site Campo Grande News, Mayara Felipe Rufino Ortiz, 26 anos, mãe do bebê, explicou que o filho foi internado no dia 1º de outubro após ser diagnosticado com broncoatelectasia, que fez com que o menino acumulasse secreção no pulmão, fechando uma parte do órgão.

Com a respiração comprometida, Enzo está internado e, para dormir, precisa fazer o uso de um ventilador mecânico. Segundo Mayara, o aparelho faz com que o pulmão continue aberto para receber oxigênio.''Ele precisa usar o aparelho durante a noite para que fique bem durante o dia", disse. Sem o aparelho, a criança fica com a respiração comprometida e não pode sair do hospital.

O problema respiratório do bebê se agrava com a suspeita de AME (Amiotrofia Espinhal Infantil), que é uma doença que faz com que a criança não tenha força muscular e, consequentemente, afeta a respiração.''Ele não senta sozinho, não consegue sustentar a cabeça. Fez exames e o resultado sai no final do mês", contou a mãe.

Para ir para casa, o bebê precisa do aparelho Ventilador Trilogy100, avaliado em R$ 40 mil para compra ou aluguel mensal de R$ 3 mil. A família, porém, não tem condições de arcar com o equipamento.

''O governo oferece o aparelho e já demos entrada no Ministério Público, mas o processo é muito lento e daqui uns dias já tem recesso. Não temos ideia de quanto tempo pode demorar e meu filho também corre o risco de pegar alguma infecção no hospital", ressaltou.

Para conseguir o recurso e adquirir o aparelho, a família fez uma vaquinha online. Quem quiser ajudar pode acessar este link

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários