Probel
Sicredi
Eliton - Diego Farma & Farma
FNDE

Prefeitura de Bataguassu quer inserir peixe no cardápio da merenda escolar

Recomendação é do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

01/10/2019 08h50
Por: Redação
Fonte: Conjuntura Online
Prefeitura incluirá peixe na merenda (Foto: Divulgação/Prefeitura )
Prefeitura incluirá peixe na merenda (Foto: Divulgação/Prefeitura )

Atendendo a uma recomendação do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), que institui a priorização de alimentos regionais na merenda escolar, a Prefeitura de Bataguassu, por meio da Semec (Secretaria Municipal de Educação e Cultura), deve inserir no próximo ano, o peixe na refeição dos alunos da rede municipal de ensino.

Conforme explica a nutricionista da Semec, Djulia Souza de Freitas Fonseca, qualquer novo alimento antes de ser incluído na merenda é orientado pelo FNDE que seja feito um teste de aceitabilidade entre os estudantes.

Para realizar a introdução do peixe no cardápio, uma degustação do produto foi iniciada esta semana e deve se estender pelos próximos dias abrangendo todas as unidades escolares. Os primeiros a provarem o alimento foram alunos do CEI (Centro de Educação Infantil) "Casa da Vovó Diva", em Bataguassu.

Djulia comenta que dentro do processo, após servido a refeição, um questionário por meio de pintura foi aplicado entre os alunos para saber se gostaram ou não da alimentação. "Nessa unidade escolar tivemos índices satisfatórios de aprovação do peixe servido aos nossos alunos. Vale destacar que utilizamos o filé de tilápia como matéria-prima para a produção alimentar".

A nutricionista observa ainda que a tilápia foi servida de forma cozida (ao molho) aos alunos e que houve orientações gerais as merendeiras sobre o manejo do peixe. 

"O peixe utilizado na degustação é certificado, possui procedência e foi manuseado de forma correta pelas nossas profissionais", diz ela, que salienta a importância do alimento devido seu valor nutritivo.

"O peixe será um importante reforço nessa variação de cardápio. É um produto com grande valor nutricional, proteína, baixa taxa de gordura, é uma opção reconhecidamente saudável. Nosso papel é introduzir o máximo de alimentos saudáveis às refeições das crianças. O peixe é um produto bastante nutritivo e que não costuma estar presente com frequência no prato das famílias", considera a nutricionista.

Para o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), a iniciativa é positiva e vai proporcionar variedade para o cardápio da merenda escolar além de incentivar os alunos a adquirirem hábitos saudáveis desde a infância. 

"Bataguassu está sempre inovando e é importante trazer variedades diferentes de alimento para o cardápio escolar, aumentando o paladar das crianças e agregando valor nutricional a esse cardápio", comenta o gestor, que observa que a iniciativa impactará os fatores econômicos, estimulando os produtores locais de peixe a comercializarem seus produtos para a administração municipal e agregando valor a produção [local].

Qualidade na alimentação escolar

Desde o início da atual gestão, foram registrados avanços significativos no setor de merenda escolar. Um dos principais indicadores é a aquisição de alimentos de qualidade e procedência, além da capacitação das merendeiras de todas as escolas e creches municipais.

Só neste ano, por meio do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), participaram da chamada pública do programa 20 produtores resultantes de compras no valor de R$ 144.145,25.

"A cada novo projeto, os agricultores estão diversificando mais suas plantações e com isso conseguimos oferecer uma alimentação diferenciada nas unidades escolares e centros de educação infantil, oferecendo frutas, legumes e verduras de melhor qualidade e beneficiando também os produtores da nossa região que fornecem os produtos e geram desta forma, renda", comenta a nutricionista.

Djulia frisa que o cardápio é baseado na Resolução nº 26, de 17 de Junho de 2013, instituída pelo FNDE, em que é necessário atender as necessidades nutricionais de cada unidade escolar. A nutricionista disse ainda que a intenção é manter uma alimentação balanceada, com frutas, verduras, lanches saudáveis em refeições principais. 

"A alimentação deve ser o mais saudável possível, sempre mais próximo do natural, livre de condimentos e alimentos gordurosos", pontua.

Além do cuidado com a alimentação, a profissional explica que a Semec realiza trabalhos de educação nutricional nas unidades, baseada na mesma Resolução (nº 26, de 17 de Junho de 2013), orientando as crianças sobre os bons hábitos alimentares no decorrer do ano.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários