Probel
Sicredi
Eliton - Diego Farma & Farma
Barbárie

Jovem raptado é encontrado esquartejado a 15 km de Ponta Porã

O mesmo foi identificado como, Adolfo Gonçalves Camargo (31). Que na tarde de sexta feira (16) por volta das 16:00hs, havia sido raptado de sua residência situado no bairro da Granja em Ponta Porã, por quatro homens fortemente armado

19/08/2019 08h11Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: Porã News
A brutal execução com o selo da máfia indica que o mesmo teria sido executado em um ajuste de contas do crime organizado. Foto: Porã News
A brutal execução com o selo da máfia indica que o mesmo teria sido executado em um ajuste de contas do crime organizado. Foto: Porã News

Jovem raptado e encontrado esquartejado em distrito de Sanga Puitã situado a 15 kilometros da cidade de Ponta Porã.

O mesmo foi identificado como, Adolfo Gonçalves Camargo (31). Que na tarde de sexta feira (16) por volta das 16:00hs, havia sido raptado de sua residência situado no bairro da Granja em Ponta Porã, por quatro homens fortemente armados a bordo de uma caminhonete tipo GM-S10, cor branca que após raptar a vitima teria se dirigido sentido a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, familiares imediatamente denunciaram o caso aos investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil que com apoio da Divisão de Investigações Criminais e da Divisão de Homicídios da Polícia Nacional do Paraguai realizaram buscas pela vítima, quando por volta das 19:00hs, populares alertaram a Polícia Militar do distrito de Sanga Puitã de que encontraram três bolsas de lixo possivelmente contendo partes de corpo humano.

Os Policiais Militares imediatamente chegaram ao local mencionado e após constatar a veracidade do fato, isolaram a área até a chegada dos investigadores do SIG e agentes da Polícia Técnica coordenado pelo delegado Dr. Caio Macedo, que realizaram os procedimentos de rigor e encaminharam o corpo ao IML, onde os familiares confirmaram que o mesmo se tratava do jovem raptado em horas da tarde desta sexta feira.

A brutal execução com o selo da máfia indica que o mesmo teria sido executado em um ajuste de contas do crime organizado, mas a policía não descarta nenhuma hipótese que será investigada pelo Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil de Ponta Porã.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.