Sicredi
Probel
Eliton - Diego Farma & Farma
Atropelamento

Acusado de atropelar e matar mulher permanece preso em Caarapó

Dentro do carro, segundo testemunhas que presenciaram o fato, ele a atropelou e logo em seguida passou sobre a mulher novamente por mais duas vezes

12/03/2019 08h59
Por: Redação
Fonte: Dourados News
114
Homem continua preso após o crime - Crédito: Adilson Domingos (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); SAIBA MAIS CAARAPÓ Suspeito de matar namorada atropelada tinha ciúmes dela até com o irmão FEMINICÍDIO Briga entre casal termina com m
Homem continua preso após o crime - Crédito: Adilson Domingos (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); SAIBA MAIS CAARAPÓ Suspeito de matar namorada atropelada tinha ciúmes dela até com o irmão FEMINICÍDIO Briga entre casal termina com m

Thiago Belatorres, 29, morador no Jardim Rasslem, em Dourados, permanece preso na cadeia pública de Caarapó, conforme apurado junto a direção do local. Ele foi autuado em flagrante por feminicídio, após atropelar e matar a namorada, Carla Sampaio Tanã, 36, na noite de domingo (10/3), após participarem de uma festa.

A expectativa é que ele passasse por audiência de custódia na segunda-feira (11/3), o que não aconteceu.  

O crime ocorreu na casa da irmã do suspeito, na mesma cidade onde está detido. 

Ambos participavam da festa de aniversário da sobrinha do rapaz, numa propriedade rural. 

Ao sair do evento, o casal entrou no veículo e se deslocou até a casa da irmã de Thiago, na rua Governador Fernando Corrêa da Costa. 

No caminho, eles discutiram e depois de descarregar presentes recebidos pela menina na festa, o rapaz alegou que voltaria ao local, porém, teria sido impedido por Carla.

Dentro do carro, segundo testemunhas que presenciaram o fato, ele a atropelou e logo em seguida passou sobre a mulher novamente por mais duas vezes. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, porém, a vítima já estava morta. 

Preso em flagrante pelo feminicídio, Thiago contou que Carla havia se jogado na frente do carro, porém, o fato é negado por quem presenciou o caso. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários