Quinta, 06 de Agosto de 2020 20:34
(67) 99607-2306
Coronavírus Dourados

Polícia Civil investiga descarte irregular de testes de Covid-19, crime com pena de um a quatro anos

Na manhã desta quarta-feira (22), porém, o delegado informou que apesar do recolhimento, foi registrado boletim de ocorrência para apurar conduta delitiva prevista no artigo 56 da lei de crimes ambientais (número 9.605). A vítima é o Estado.

22/07/2020 09h41
Por: Redação Fonte: Dourados News
Materiais encontrados às margens de rodovia federal, na saída de Dourados para Ponta Porã - Crédito: Divulgação
Materiais encontrados às margens de rodovia federal, na saída de Dourados para Ponta Porã - Crédito: Divulgação

O delegado Adilson Stiguivitis, titular da 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Dourados, informou que foi aberta uma investigação para apurar o descarte irregular de materiais usados para testagem do novo coronavírus às margens da BR-463, nas proximidades do acesso ao bairro 4º Plano, saída para Ponta Porã.

Conforme noticiado pelo Dourados News na tarde de terça-feira (21) após denúncia de moradores, no local havia seringas, luvas, testes rápidos de Covid-19 e cotonetes para coleta do tipo Swab. Alguns objetos tinham sangue. Com a publicação da matéria e repercussão, empresa responsável pelo transporte desses materiais foi ao local fazer a limpeza.

Na manhã desta quarta-feira (22), porém, o delegado informou que apesar do recolhimento, foi registrado boletim de ocorrência para apurar conduta delitiva prevista no artigo 56 da lei de crimes ambientais (número 9.605). A vítima é o Estado.

“Temos conduta dolosa, intencional, e culposa, a não intencional. É claro que é cedo para identificar todas as circunstâncias, mas a princípio quer parecer que é algo culposo, não intencional. As investigações estão no início, na instrução do inquérito vamos fazer a oitiva dos responsáveis do município pela coleta, verificar se houve algum erro, alguma forma equivocada no transporte, mas ainda não podemos imputar nada a ninguém. Ao final, identificado, o responsável será responsabilizado pelo Poder Judiciário”, informou.

Ainda segundo o delegado, essa legislação prevê pena de detenção de até 4 anos em caso de conduta dolosa e de um ano para culposa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 20h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (07/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Sábado (08/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °