Fisk Crianças 2020
Fisk Adultos 2020
Eliton - Diego Farma & Farma
Sicredi
Probel
Sicredi - Investindo juntos
Artigo Conversion

Dieta Low carb é um dos tratamentos mais eficazes para a esteatose hepática

Alimentação rica em proteínas e gorduras é benéfica para o tratamento do distúrbio

Conversion

ConversionA Conversion é uma agência de Marketing Digital com foco em SEO. Desenvolvemos conteúdos jornalísticos exclusivos para o Impacto News de diversos temas, bem como: economia, política, cultura, saúde, concurso, esporte, entretenimento e geral.

21/01/2020 14h19
Por: Redação
Fonte: Assecom - IMPACTONEWS
Divulgação
Divulgação

Cada vez mais frequente, a esteatose hepática, doença caracterizada pelo acúmulo de gordura nas células do fígado (hepatócitos), atinge 20% da população mundial. Ainda pouco conhecida quando o assunto são problemas de saúde ocasionados pela má alimentação, distúrbio tem se tornado preocupante do ponto de vista científico.

De acordo com o médico endocrinologista da Associação Brasileira LowCarb (ABLC), Rodrigo Bomeny, se a condição persistir por muito tempo sem o acompanhamento médico, a esteatose hepática pode evoluir para quadros como hepatite gordurosa, crise hepática e até câncer.

Ainda de acordo com Bomeny, há dois tipos de esteatose hepática: alcoólica, que o acúmulo de gordura é provocado pelo excesso de álcool; e a não alcoólica, em que a pessoa não possui histórico de ingestão excessiva de álcool. As principais causas do segundo tipo são o alto consumo de carboidratos refinados e açúcar e, geralmente, a doença está atrelada a quadros de obesidade e diabetes. 

Segundo o médico e diretor-presidente da ABLC, José Carlos Souto, a condição acontece quando há a conversão do excesso de glicose e frutose em triglicerídeos no fígado. Isso ocasiona o acúmulo deles nos hepatócitos, já que excede a capacidade do fígado de exportação. 

Uma das alternativas para o tratamento da esteatose hepática é a dieta Low Carb. Ela consiste essencialmente em reduzir a quantidade de carboidratos ingeridos por dia. Em uma alimentação convencional, ele pode chegar a constar em até 55%, entretanto, a dieta busca baixar os níveis e deixá-los entre 45% e 5%. Esse macronutriente inclui alimentos como o arroz, macarrão e pão. 

Retirar o carboidrato da alimentação de forma extrema pode afetar a saúde, por isso é importante ter acompanhamento nutricional. Para complementar a alimentação, pode fazer o uso de whey protein e outros alimentos ricos em proteínas para atender as necessidades do corpo. 

Alguns estudos realizados com a dieta em animais e humanos indicam que a restrição de carboidratos e aumento no consumo de proteínas tem contribuído para a diminuição no número de doenças hepáticas. Em 2019, o jornal biomédic The American Journal of Clinical Nutrition propôs um estudo em que voluntários foram expostos a uma dieta com altos índices de frutose por sete dias. Ao fim do experimento, os participantes tinham desenvolvido esteatose hepática, além de gordura nos músculos e resistência à insulina, principalmente as pessoas que possuíam histórico de diabetes na família.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Dourados - MS
Atualizado às 12h17
24°
Pancada de chuva Máxima: 26° - Mínima: 19°
24°

Sensação

21.3 km/h

Vento

66.2%

Umidade

Fonte: Climatempo
Eliton - Construmil
Eliton - Escola Denise
Municípios
Mercearia Juninho
Lanchonete Point
Nicolly Laços
Últimas notícias
Everton Informática
Comercial 101
Eliton - Auto Brilho
Mais lidas
Anúncio
Anúncio