Fisk Adultos 2020
Sicredi - Investindo juntos
Fisk Crianças 2020
Eliton - Diego Farma & Farma
Sicredi
Probel
No MS

CPI da Energisa ouvirá engenheiro que comprovou falha em relógio e decreta sigilo

Nove requerimentos foram feitos na segunda reunião da CPI

05/12/2019 09h57
Por: Redação
Fonte: Midia Max
Reunião da CPI da Energisa, que passará a ser sigilosa (Assessoria)
Reunião da CPI da Energisa, que passará a ser sigilosa (Assessoria)

Na segunda reunião da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Energisa realizada nesta quarta-feira (4) na Assembleia Legislativa, os membros realizaram a convocação de oitiva do tecnólogo em eletrotécnica responsável por aferição em propriedade rural no município de Miranda, que comprovou diferença de medição em relação a relógio instalado pela concessionária e também decretaram sigilo das reuniões. Ao todo, foram apresentados nove requerimentos.

Presidente da Comissão, o deputado estadual Felipe Orro (PSDB) apresentou cinco solicitações, entre elas a oitiva do técnico. “Este laudo foi o que deu embasamento ao fato determinado do meu requerimento de instalação de CPI, e agora teremos mais detalhes a respeito desse trabalho que descobriu irregularidade na medição de unidade consumidora”, explicou o presidente da Comissão.

Orro também apresentou requerimentos solicitando apoio técnico da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), e informações a respeito de reclamações contra a Energisa registradas no Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) e na Defensoria Pública Estadual.

Relator da CPI, Capitão Contar (PSL) apresentou dois requerimentos, nos quais solicitou participação da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) e do MPMS (Ministério Público Estadual) nos trabalhos de investigação da Comissão. O deputado estadual Marçal Filho (PSDB), suplente da comissão, encaminhou ao presidente Felipe Orro dois requerimentos também solicitando dados de reclamações registradas no Procon e Defensoria Pública.

Por fim, os membros da CPI da Energisa avocaram ao artigo 61 do Regimento Interno da Casa de Leis, que determina que “serão reservadas, a juízo da comissão, as reuniões em que haja matéria que deva ser debatida com a presença apenas dos funcionários em serviço na comissão e técnicos ou autoridades convidadas”.

“No início dos trabalhos de investigação, os membros da comissão votaram pelo sigilo nas reuniões, a fim de levantar informações o suficiente reservando a identidade dos denunciantes que irão se manifestar. No decorrer dos trabalhos, poderemos convocar extraordinariamente reuniões públicas ou audiências públicas”, encerrou Felipe Orro.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Dourados - MS
Atualizado às 03h43
24°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 24°
24°

Sensação

1 km/h

Vento

84%

Umidade

Fonte: Climatempo
Eliton - Construmil
Eliton - Escola Denise
Municípios
Mercearia Juninho
Nicolly Laços
Lanchonete Point
Últimas notícias
Comercial 101
Everton Informática
Eliton - Auto Brilho
Mais lidas
Anúncio
Anúncio