Eliton - Diego Farma & Farma
Probel
Sicredi
Lance

Mano celebra campanha na Liberta, mas prega cautela com euforia

O treinador da Raposa afirmou que é bacana a campanha na fase de grupos, mas ainda é cedo para celebrações do desempenho na competição sul-americana

25/04/2019 07h54
Por: Redação
Fonte: Terra
34
O time celeste está invicto na competição com cinco vitórias em cinco jogos, 100% de aproveitamento- Vinnicius Silva/Cruzeiro Foto: Lance!
O time celeste está invicto na competição com cinco vitórias em cinco jogos, 100% de aproveitamento- Vinnicius Silva/Cruzeiro Foto: Lance!

A campanha invicta do Cruzeiro na Libertadores 2019, com cinco jogos e cinco vitórias, está enchendo os olhos do seu torcedor e de quem admira futebol. A felicidade do cruzeirense aumentou ainda mais depois da vitória da Raposa sobre Deportivo Lara, por 2 a 0, na Venezuela,na terça-feira, 23 de abril.

O técnico Mano Menezes celebrou a campanha celeste, a postura dos jogadores, que mostraram seriedade diante de um time mais fraco, mas quer evitar a euforia antecipada, afinal, o time azul está bem na fase de grupos e nos mata-mata, inicia-se outra Libertadores.

- Nós tivemos uma dificuldade maior pela logística do grupo, duas viagens longas (Equador e Venezuela), como essa aqui, em condições bem adversas. Um nível técnico do adversário talvez abaixo do que outros, mas a pontuação que chegamos é louvável. É elogiável. Outros clubes brasileiros também têm adversários fracos em seus grupos e não conseguiram a pontuação que estamos fazendo. Nos deixa contentes, aumenta a confiança, mas com pés no chão. É a primeira fase da Libertadores só. Estamos nos preparando para chegar bem nas oitavas de final, e aí na hora do mata-mata poder resolver todos os problemas que estamos podendo resolver aqui-disse.

Mano destacou a força mental do grupo cruzeirense, que se adapta bem às adversidades rapidamente, citando a veloz mudança de "chave" da conquista do título Mineiro para focar novamente na Libertadores, apesar de já estar classificado e com a primeira colocação do Grupo B garantida.

- Esperávamos dificuldade em função de tudo o que estamos passando nos últimos dias, período de recuperação relativameme curto. Mas a equipe já tem experiência e maturidade para saber se comportar em cima de dificuldades que vamos ter, e que serão repetidas ao longo da temporada. Jogadores experientes, que já viveram situações como esta, se adaptam ao adversário, às condições do campo, que hoje estava muito pesado - disse Mano.

O comandante da Raposa explanou que num clube como o Cruzeiro, a primeira coisa que deve acontecer na Libertadores é se classificar para os mata-mata, devido a expectativa gerada pelo clube azul, bicampeão da América, em 1976 e 1997.

- Imagino que a fase de grupos para alguém como nós, que já fomos bicampeões da Libertadores, trás uma obrigação e uma boa possibilidade .A obrigação é de classificar. Se não classifica, é um desastre, em termos de expectativa. E a possibilidade de você crescer a cada jogo, para estar preparado para os jogos de risco maior, de mata-mata, de 180 minutos, você saber se comportar em várias situações que esse jogos que estamos jogando agora vão nos preparar-concluiu.

A meta do Cruzeiro neste momento é terminar com a melhor campanha entre todos os classificados, para poder decidir em casa na fase mata-mata até a semifinal, caso avance, já que a decisão da Libertadores será em jogo único, em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários