Sicredi
Eliton - Diego Farma & Farma
Probel
Em Dourados

Justiça nega pedido da defesa e mantém prisão de Idenor Machado

Idenor foi preso pela segunda vez no dia 30 de janeiro, após ter conquistado a liberdade há quase dois meses, para responder as investigações fora da cadeia.

12/02/2019 22h18
Por: Redação
Fonte: Dourados News
Justiça mantém prisão de Idenor Machado - Crédito: Divulgação/CMD
Justiça mantém prisão de Idenor Machado - Crédito: Divulgação/CMD

A justiça decidiu manter preso o vereador Idenor Machado (PSDB). Ele é um dos alvos na Operação Cifra Negra, desencadeada no dia 5 de dezembro do ano passado e que investiga esquema de corrupção na contratação de serviços de tecnologia e gestão na Câmara Municipal. 

A decisão foi tomada pelo juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal local na sexta-feira (8/2), três dias depois da defesa do parlamentar entrar com pedido de relaxamento de sua prisão. 

Idenor foi preso pela segunda vez no dia 30 de janeiro, após ter conquistado a liberdade há quase dois meses, para responder as investigações fora da cadeia. 

No entender do magistrado, o vereador “supostamente integra organização criminosa especializada em fraudar licitações, mediante desvio de verbas públicas e ainda supostamente perpetrou os crimes de peculato e corrupção passiva”.

Quando desencadeada a Operação Cifra Negra, outros dois vereadores, Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB), além do ex-parlamentar Dirceu Longhi (PT), empresários e ex-servidores da Câmara acabaram presos. 

Idenor continua preso numa das celas da PED (Penitenciária Estadual de Dourados). 

O novo mandado de prisão contra ele foi expedido após, segundo o Ministério Público Estadual, o parlamentar transitar pelas dependências da Casa de Leis, o que era proibido de acordo com as medidas cautelares estabelecidas contra ele. 

Além de Machado, Cirilo Ramão (MDB) também foi preso novamente, na semana passada, pelo mesmo motivo. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários