Sexta, 22 de março de 2019
(67) 99607-2306
Brasil e Mundo

04/01/2019 às 10h53

72

Redacao

Deodápolis / MS

China executa seu próprio 'Jack, o estripador'
Gao Chengyong foi condenado pelo assassinato de 11 mulheres
China executa seu próprio 'Jack, o estripador'
China executa seu próprio 'Jack, o estripador' Foto: EPA / Ansa

Um serial killer chinês, condenado pelo assassinato de 11 mulheres entre 1988 e 2002, foi executado nesta quinta-feira (3).

Gao Chengyong, apelidado de "Jack, o Estripador", pela mídia chinesa, seguia as vítimas até em casa, onde as roubava, estuprava e assassinava. O serial killer de 53 anos era casado, tinha dois filhos e foi preso em 2016, no mercado que administrava na cidade de Baiyin, na província de Gansu.

O primeiro assassinato de Gao foi em maio de 1988, ano de nascimento de seu filho. Nesse caso, uma mulher de 23 anos foi encontrada morta com 26 facadas no corpo. Os crimes subsequentes seguiram um padrão similar, com o assassino sempre seguindo jovens que moravam sozinhas.

Gao também costumava cortar os órgãos reprodutivos das mulheres, segundo o periódico chinês "Beijing Youth Daily", e sua vítima mais jovem tinha oito anos de idade.

Depois que os ataques viraram notícia, mulheres ficaram com medo de andar sozinhas nas ruas da cidade chinesa. Os assassinatos pararam em 2002, mas o desfecho da história só chegou anos depois, quando um tio de Gao foi preso por um delito leve.

Esse tio teve de conceder uma amostra de DNA, que a polícia ligou com os assassinatos das mulheres e concluiu que os crimes tinham sido cometidos por um parente. Gao foi condenado à pena de morte em 2018, e a Corte de Baiyin chamou seus atos de "desprezíveis".

"Jack, o estripador", é um assassino em série que ficou famoso no fim do século 19, após matar e mutilar mulheres - sobretudo prostitutas - em Londres.

FONTE: Terra

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium