Probel
Sicredi
Eliton - Diego Farma & Farma
Aqui no MS

Com prisão de eleitor que tirou foto, PF contabiliza 10 flagrantes na votação

Polícia Federal confirmou que eleitor de Dourados foi preso, levado para a delegacia e liberado após assinar termo circunstanciado

07/10/2018 17h14
Por: Redacao
Fonte: Campo Grande News
Eleitores fazem fila para votar em escola pública de Dourados (Foto: Carol Oliveira/RIT TV)
Eleitores fazem fila para votar em escola pública de Dourados (Foto: Carol Oliveira/RIT TV)

Um eleitor foi preso ao ser flagrado tirando foto da urna eletrônica no momento em que votava nesta tarde em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Foi o décimo flagrante neste domingo de votação em Mato Grosso do Sul, segundo a Polícia Federal.

Ao Campo Grande News, a Polícia Federal confirmo que o eleitor foi preso e levado para a delegacia da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, onde foi ouvido, assinou um termo circunstanciado e liberado. O local de votação onde o eleitor foi detido não foi informado.

De manhã, o candidato a deputado federal pelo PSL, Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro (PSL), pediu em suas redes sociais para que os eleitores gravem e façam filmes ao vivo de seus locais de votação.

Nesta tarde, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) publicou comunicado em sua página oficial no Twitter alertando que é crime filmar ou fotografar o voto.

"Quem registrar o voto com máquinas fotográficas, filmadoras, e telefones celulares poderá ser multado em até R$ 15 mil e até mesmo ser preso. A lei visa preservar o sigilo do voto, e caso esse sigilo seja quebrado, o eleitor pode ser detido por até 2 anos", informou o tribunal.

Outras casos em MS – Mais cedo, nove pessoas, entre elas um adolescente, foram presas durante as eleições em Coxim, Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas, Bonito e Bandeirantes.

Na Capital, duas pessoas foram levadas para a sede da Polícia Federal por boca de urna e compra de voto. Em Corumbá, uma pessoa foi presa por fazer propaganda irregular.

Em Três Lagoas, um adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Infância e Juventude por boca de urna. Bandeirantes teve dois casos de boca de urna.

Na cidade de Coxim, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Flávio Duarte, foi detido ao ser flagrado espalhando santinhos no Jardim Novo Mato Grosso. Ele tentou fugir, mas foi detido e levado para a delegacia.

Em Bonito, duas pessoas foram levadas à delegacia de Polícia Civil após serem flagradas bebendo em local público, em virtude da “lei seca”, que começou às 3h deste domingo e se estende até às 17h.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários